Desabafos e umas rimas

Um post para desabafar.

Não quero me fazer de vítima. Não quero acreditar que sou um acaso ou uma coincidência. Sei que sou mais do que isso, pelo menos é o que as vezes tenta dizer minha consciência.

Não quero me rebaixar. Mas não sou eu a amiga mais popular. Muitas pessoas em minha só queriam me usar e quando eu não tinha mais serventia; acabavam as regalias.

Tento não me chatear. Escrevo aqui... essas palavras, com meu copo cheio de cerveja e o rosto limpo. Engoli alguns sapos enquanto pensava nesse sentimentos e amanhã estará tudo bem.

Não quero me vitimar. Mas porquê as coisas acontecem assim? Querer gritar e saber que provavelmente poucos ou ninguém vai te ouvir. Perder a compostura de portas fechadas, mas ao abri-las, colocar um sorriso no rosto e a máscara que cabe na sociedade.

Sabia que eu sei cantar? Sou boa escritora quando quero e também sei rimar. Eu tiro cartas quando as pessoas precisam de conselhos, mas que conselhos as pessoas tem para me dar?

Não sei porque nasci assim; como se eu fosse refém de mim. 

Não quero desanimar, mas acho que hoje eu vou me permitir chorar.

Vote for me

Followers